Danos a represas aumentam risco de inundações na China

A província de Sichuan, no sudoeste da China, atingida por um terremoto na segunda-feira, corre agora o risco de enfrentar inundações, segundo o governo chinês. As autoridades chinesas disseram que o terremoto causou estragos em muitas represas e reservatórios da região.

BBC Brasil |

O ministro de Recursos Hídricos da China, Chen Lei, afirmou que muitas das cerca de 400 represas da região foram gravemente danificadas, mas que ainda não é possível calcular a extensão do perigo.

Segundo o correspondente da BBC David Bamford, pelo menos duas das represas da região são de grande porte, entre elas a de Zipingpu, para onde soldados foram enviados na quarta-feira com a missão urgente de vedar algumas rachaduras.

O governo afirma que a represa está segura agora, mas somente depois que uma grande quantidade de água foi liberada, em uma medida de emergência que, de acordo com especialistas, poderá inundar sistemas de irrigação rio abaixo.

Pesquisas nucleares
De acordo com a especialista Aviva Imhof, da organização International Rivers, o histórico da China em relação a danos em represas não é bom, e há o temor de que os tremores que ocorrem depois do terremoto possam provocar danos graves.

O correspondente da BBC disse que há preocupação em particular com represas de porte médio próximas a Wenchuan, epicentro do terremoto de segunda-feira.

A região atingida pelo terremoto abriga também o principal laboratório de pesquisas em armas nucleares da China, em Mianyang, e vários campos de testes.

As autoridades chinesas disseram que diversas instalações na província de Sichuan foram danificadas, mas não há informação de vazamento radioativo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG