Alexandra Valença, que faz pole dance, diz que primeiro-ministro da Itália "subiu no queijo" com ela

Alexandra Valença posa na suíte presidencial do Hotel Tivoli São Paulo Mofarrej minutos antes da apresentação
ARQUIVO PESSOAL
Alexandra Valença posa na suíte presidencial do Hotel Tivoli São Paulo Mofarrej minutos antes da apresentação
Minutos antes de o governo italiano divulgar um comunicado negando que o primeiro-ministro Silvio Berlusconi tenha participado de uma festa privada com mulheres brasileiras, a dançarina Alexandra Valença , 28, falou ao iG por telefone e confirmou que dançou para o político em sua suíte no hotel Tivoli São Paulo Mofarrej.

O jantar com o show de pole dance de Alexandra e a presença de outras seis mulheres foi desmentido pelo governo italiano em nota divulgada nesta quinta (01). Segundo o comunicado oficial, "foi organizado um breve espetáculo de folclore típico com a participação de alguns artistas brasileiros".

Alexandra é especialista em pole dance, a "dança do poste" que ficou famosa na novela "Duas Caras", da Rede Globo, com a atriz Flávia Alessandra. A dançarina foi a responsável pelas aulas da atriz para as cenas da novela.

Quando foi contratada como principal atração do jantar íntimo em homenagem a Berlusconi, a dançarina foi avisada por sua assessoria da fama de mulherengo do político. Por isso, ela diz que se surpreendeu com o comportamento “respeitoso” dele durante o evento.

“A receptividade dele foi bem bacana, fez questão de levantar e subir no palco – no caso, um “queijo” - para falar comigo. Mas não me deu cantada nenhuma, foi muito respeitoso”, garante. Antes da apresentação, no entanto, os organizadores pediram que Alexandra usasse algo “mais curto” do que os shortinhos com que costuma se apresentar. Ela não aceitou.

Leia a seguir os principais trechos da entrevista com a dançarina.

Como surgiu o convite para dançar para Berlusconi?

Eles entraram em contato com minha assessoria através de meu site. Só soube no domingo (27) que o evento era para Berlusconi. Nem sabia que era para ele. Explicaram que queriam uma apresentação de pole dance, que queriam colocar a parte artística mesmo, que é algo que eles querem colocar em um programa de TV italiano. São umas parcerias culturais, mas ainda não posso falar disso.

Você já tinha dançado em alguma recepção para políticos antes? Qual é a diferença entre esse tipo de apresentação e suas apresentações normais?

(Assista a Alexandra em ação na abertura do show do Double You)

Para mim, não tem nenhuma diferença. Faço desde festa de aniversário de 15 anos e aniversário em casa em que os amigos querem fazer uma surpresa até eventos grandes, como a abertura do show do Double You. A única diferença é que esses eventos menores são menos calorosos, mas a recepção lá foi muito boa. Já dancei para outros políticos sim, mas nem adianta me perguntar o nome que eu não sei (risos).

Para que figura pública você gostaria de dançar?

Deixa eu ver...o Lula! No dia seguinte, houve o encontro entre ele e o Berlusconi. Eu fui convidada, mas acabei não indo. Uma amiga minha até tirou sarro, disse que o Lula sai de Brasília para encontrar o Berlusconi e eu não saio da cama (risos).

Como você escolheu o repertório, a coreografia e o figurino para este show?

Eu dou aula de vários tipos de dança há 15 anos. O pole dance para mim se tornou tudo o que eu não era na dança de salão: improviso. Na dança de salão eu era muito submissa ao homem. Então agora não tenho coreografia nunca, nunca. Improviso na hora.

A escolha das músicas também foi assim. Era para eu estar no hotel às 20h15. Às 20h20 eu ainda estava escolhendo a primeira música, um tango. A segunda eu escolhi na hora, porque tinha esquecido que eram duas apresentações. Aí dancei “Não Enche”, do Caetano Veloso, que foi bacana porque é brasileira e alto astral, deu para dar uma sambadinha.

Usei dois figurinos. Um foi a própria intermediária deles que escolheu. São roupas curtas, shortinhos. Até pediram mais curta, mas eu não quis. Um é um macaquinho (foto), e o outro é um shortinho com corpete.

O Berlusconi é conhecido por nem sempre se comportar bem com as mulheres. Como ele reagiu a uma mulher linda como você fazendo uma dança tão sensual?

Foi bem bacana pela receptividade dele. Fui apresentada a ele antes do show. Depois, ele fez questão de levantar e subir no palco para falar comigo. Minha assessoria tinha me avisado da fama dele, mas vou te falar que me surpreendeu muito. Eu não sei se por querer mudar a imagem, mas comigo ele foi muito respeitoso. Talvez porque tenham falado para ele que eu sou superconhecida no Brasil (risos). Até parece, conhecida onde? 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.