Caça-fantasmas - Mundo - iG" /

Dan Aykroyd quer Sigourney Weaver no terceiro Caça-fantasmas

Nova York, 8 abr (EFE).- O ator Dan Aykroyd, protagonista e um dos roteiristas de Os Caça-fantasmas, quer que Sigourney Weaver retome o papel que interpretou nos filmes anteriores e participe do terceiro longa-metragem da saga.

EFE |

"Certamente que Sigourney estará na terceira parte. Precisamos dela e faremos com que aceite. Faremos uma oferta irrecusável", disse Dan Aykroyd em entrevista à Agência Efe em Nova York, onde promove o videogame com o qual se comemora o 25º aniversário da estreia do primeiro longa, em 1984.

O ator, que explicou que "duas pessoas já trabalham em um roteiro" para a terceira parte da produção, disse ter certeza de que a atriz retomará o papel de Dana Barrett, a quem interpretou nas duas primeiras sagas.

"Não me arrependi um segundo de fazer parte de 'Os Caça-fantasmas'. A única coisa que me decepcionou é que não tenhamos conseguido fazer a terceira parte mais perto da segunda", reconheceu o ator e roteirista, que, para boa parte do público, será sempre o cientista bonachão que precisa lidar com fenômenos sobrenaturais.

Aykroyd evitou dar detalhes concretos sobre o terceiro longa, cujo roteiro ainda não foi concluído e cuja data de filmagens ainda não foi fixada. No entanto, explicou que gostaria de interpretar Ray Stantz depois de 20 anos da última produção.

"Ray deve estar um pouco arrasado fisicamente, em alguma posição executiva ou administrativa, mas motivado pelo mundo paranormal e feliz por transferir sua sabedoria aos jovens", assegurou.

Os jovens, inclusive, serão a chave desta terceira parte, pois a ideia do ator é que "uma nova geração substitua os 'Caça-fantasmas' que o mundo conhece, que chegaram a um ponto no qual é muito difícil colocar os uniformes de trabalho e lutar contra os fantasmas".

"Os 'Caça-fantasmas' devem achar sangue novo que seja capaz de levar à frente seu legado e conduzir com energia os equipamentos de caçar ectoplasmas", disse Aykroyd, que afirmou que, se isso ocorrer, será possível fazer um quarto longa no qual não apareçam Murray, Ramis ou ele.

Essa nova safra poderia vir sob a forma feminina, já que o ator, apesar de reconhecer que há "muitas pessoas em Hollywood capacitadas para os novos papéis", destacou as atrizes Alyssa Milano ("Charmed") e Eliza Dushku ("Tru Calling"). EFE dvg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG