Damasco faz silêncio e imprensa síria mostra esperança em Obama

Damasco, 5 nov (EFE).- A Síria ainda não reagiu oficialmente à vitória do candidato democrata Barack Obama nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, embora a imprensa local tenha expressado hoje esperanças com o início de uma nova era.

EFE |

O periódico estatal "Al Zaura" assinalou que a Síria espera uma mudança real na política externa americana com a nova Administração para ajudar a estabelecer a paz e a segurança no Oriente Médio.

Em artigo de capa, seu editor-chefe, Assad Abud, assinala que Damasco "aspira, procura e apóia uma mudança real na política americana com a chegada de uma nova Administração para a busca de paz, segurança, estabilidade e desenvolvimento".

Abud confessou que ele mesmo esperava o triunfo de Obama, já que "será um marco na história e indicador de um grande e surpreendente desenvolvimento na situação política e social dos EUA".

Por sua parte, o editor-chefe do diário oficial "Tishreen", Issam Dari, escreveu que "todos os árabes dirão que qualquer novo presidente dos EUA será melhor que George W. Bush, qualquer nova Administração será melhor que a atual".

"Parece que o cidadão árabe prefere Obama por muitas razões, incluída a promessa democrata de se retirar do Iraque, e o extremismo mostrado por seu adversário John McCain, entre outros".

No entanto, Dari se queixou que todas as apostas árabes em novos presidentes americanos sempre foram predestinadas ao fracasso, porque acabam sendo piores que seus antecessores, "especialmente para os árabes ", já que o papel dos EUA na região está vinculado às relações estratégicas com Israel. EFE gb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG