triste no Tibete - Mundo - iG" /

Dalai lama vê panorama triste no Tibete

Nova Délhi, 8 mar (EFE).- O dalai lama, que na próxima terça-feira lembrará na Índia o 50º aniversário da revolta dos tibetanos contra a China, disse hoje que os líderes chineses se sentem ameaçados pelo budismo tibetano e tachou de triste a atual situação no Tibete.

EFE |

"Se qualquer tibetano dentro do Tibete se mostra enfático sobre sua língua, sua cultura ou sua tradição e tenta conservá-la, os chineses se sentem ameaçados", disse o líder espiritual, em um encontro com vários monges, segundo a agência "Ians".

O dalai lama, que costuma se mostrar comedido em suas declarações sobre a China, será o centro dos olhares em 10 de março, na pequena localidade de Dharamsala, situada no pé do Himalaia e onde a comunidade tibetana lembrará o 50º aniversário de sua revolta fracassada contra a China.

"A situação no Tibete é muito triste. Qualquer tibetano que tente conservar sua identidade é torturado e tem negada qualquer oportunidade de trabalho e outras coisas, enquanto os que seguem a linha da China recebem tudo", lamentou.

A fracassada rebelião causou o exílio do dalai lama na Índia, com o consentimento do então primeiro-ministro indiano, Jawaharlal Nehru, e, desde então, os tibetanos no exílio foram construindo suas instituições em Dharamsala e arredores.

"Já se passaram 50 anos desde que nos transformamos em refugiados. Mas uma coisa boa é que agora estamos unidos", disse o dalai lama.

Hoje, centenas de monges se reuniram no principal templo da localidade, em frente à residência do dalai lama, para rezar pelos "tibetanos que morreram durante a imposição da lei marcial" dois dias antes do início da revolta, e por "aqueles que ainda estão sofrendo e estão presos no Tibete", segundo um porta-voz das autoridades tibetanas no exílio, citado pela "Ians".

Também rezaram por todos os que morreram em distúrbios com as forças de segurança chinesas, o que inclui os protestos do ano passado a partir desta mesma data, segundo o porta-voz. EFE amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG