Dalai Lama renunciará se violência no Tibet se intensificar

SEATTLE - O Dalai Lama disse no domingo que renunciará como líder de governo do Tibet no exílio, caso a violência em sua terra-natal saia de controle. Se a violência se tornar fora de controle, então minha única opção é renunciar, disse o líder espiritual em uma entrevista coletiva. Se a maioria das pessoas cometer violência, então eu renunciarei.

Reuters |

O governo chinês acusou o Dalai Lama de orquestrar protestos no mês passado na capital tibetana de Lhasa e por revoltas ocorridas em outras áreas tibetanas.

Os protestos seriam uma tentativa dos tibetanos de pressionarem a China por sua independência, com os Jogos Olímpicos se aproximando.

(Por Laura Myers)

    Leia tudo sobre: tibete

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG