Dalai Lama pede que comunidade internacional conduza China rumo à democracia

Paris, 13 ago (EFE).- O dalai lama afirmou hoje que a comunidade internacional tem a responsabilidade de conduzir a China ao caminho da democracia, mas sem isolar o país.

EFE |

Em entrevista coletiva realizada durante sua visita à França, o líder espiritual do budismo tibetano acrescentou que a China "deseja se unir à comunidade mundial".

O líder religioso será recebido hoje por parlamentares franceses, no único ato de caráter político previsto para sua atual viagem, de 12 dias, à França.

A reunião no Senado se realizará a portas fechadas, o que provocou diversos protestos.

A oposição de esquerda acusou o presidente francês, Nicolas Sarkozy, de submeter-se à vontade de Pequim, ao diminuir o perfil político da visita do dalai lama, a quem não deve receber. EFE jms/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG