Dalai Lama pede que China seja sincera em suas intenções

O líder tibetano, Dalai Lama, afirmou neste domingo, que de nada adiantarão as conversações com a China se as autoridades daquele país não forem sinceras em sua intenção de resolver a situação do Tibete. ¿Já tivemos seis conversas e nada se resolveu.

Gazeta Esportiva |

Se, desta vez, a China tiver uma postura séria, será positivo, mas se apenas quiser demonstrar ao mundo que estamos falando, então, o encontro será inútil, garantiu o porta-voz de Dalai Lama, Tenzin Takla.

Nessa última sexta-feira, foi divulgado por uma agência de notícias estatal da China, que o governo chinês irá se encontrar com um representante de Dalai Lama. Por sua vez, o líder tibetano, nesse sábado, mostrou entusiasmo com a notícia.

O porta-voz mostrou o real interesse dos tibetanos em resolver os assuntos relacionados à forma como os chineses reprimiram os manifestantes, no Tibete em março.

A repressão no Tibete se agravou. Tropas armadas estão rodeando monastérios e fazendo prisões. O Dalai Lama acredita que para se resolverem esses problemas, temos que nos reunir em uma conversa.

Acredita-se que a China aceitou conversar para resolver a situação do Tibete devido às diversas pressões internacionais que vem recebendo, inclusive, a ameaça de alguns líderes políticos de não participarem da cerimônia de abertura das Olimpíadas.

    Leia tudo sobre: tibete

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG