Dalai Lama diz que protestos tibetanos mostram nível de descontentamento

Genebra, 4 ago (EFE).- O Dalai Lama afirmou hoje que as manifestações do ano passado no Tibete demonstraram o nível de descontentamento dos tibetanos e advertiu que o conflito com a China deve ser resolvido, para evitar que o ressentimento continue passando de geração para geração.

EFE |

"As manifestações, lideradas por jovens, demonstraram o nível de descontentamento que se sente no Tibete e mostram que este ressentimento passará de geração em geração se não se resolver", afirmou o Dalai Lama, em entrevista coletiva, em Genebra.

O Dalai Lama chegou à Suíça na terça-feira, para uma série de conferências para milhares de seguidores que se reuniram em Lausanne.

Hoje e amanhã discursará em Genebra, em uma conferência sobre o Tibete, que tem como objetivo estreitar os vínculos entre as comunidades chinesas e tibetanas e explorar as vias de resolução do conflito.

Neste sentido, o Dalai Lama assinalou que é preciso uma solução realista, já que as "coisas estão mudando", e deixou claro que estão abertos ao diálogo.

Durante sua visita à Suíça, o Dalai Lama não será recebido por nenhum membro do Governo federal.

O Dalai Lama já visitou Suíça em 21 ocasiões, desde 1973, mas só em cinco delas foi recebido, informalmente, por ministros federais.

EFE mh/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG