Dalai lama diz que milhares morreram durante ocupação do Tibete

Nova Délhi, 10 mar (EFE).- O dalai lama denunciou hoje que a ocupação chinesa do Tibete representou a morte de centenas de milhares de tibetanos, em discurso em Dharamsala, no norte da Índia, no momento em que se completa meio século da rebelião na região.

EFE |

No discurso, divulgado em seu site, o líder político e espiritual dos tibetanos repassa a história recente do Tibete e assegura que sua população "experimentou o inferno na Terra", desde que China reprimiu a revolta de 1959 e ocupou o território. EFE ja/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG