genocídio cultural ao receber cidadania de Veneza - Mundo - iG" /

Dalai lama denuncia genocídio cultural ao receber cidadania de Veneza

Roma, 10 fev (EFE).- O líder espiritual do Tibete, o dalai lama, que recebeu hoje a cidadania honorária da Prefeitura de Veneza, afirmou que há um genocídio cultural no Tibete, informou a imprensa italiana.

EFE |

O dalai lama recebeu ontem mesmo a cidadania honorária de Roma, um ato que provocou protestos do Governo de Pequim, porque "ofende o povo chinês".

Assim como no ato de ontem em Roma, o dalai lama presenteou hoje o prefeito de Veneza com um cachecol branco, símbolo de bons votos na tradição tibetana.

O dalai lama lembrou hoje que, nos tempos de Marco Polo, um lama tibetano se dirigiu ao Grande Khan para convencê-lo de que suspendesse a execução de "100 mil" pessoas.

Segundo o discurso do líder tibetano, este monge, que foi amigo do famoso explorador e comerciante veneziano, salvou a vida de milhares de chineses.

O dirigente tibetano acrescentou que as atuais autoridades chinesas têm uma visão "extremamente restritiva" do povo, da cultura e da religião do Tibete, e que as consideram um perigo para a China.

EFE fab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG