Dalai Lama critica a repressão chinesa

O Dalai Lama voltou a criticar a China pela repressão dos protestos no Tibete há dois meses nesta quinta-feira em Frankfurt, ao iniciar uma viagem pela Europa, que incluirá visitas a Grã-Bretanha e França, antes de seguir para Austrália e Estados Unidos.

AFP |

"Assim como no passado, a reação das autoridades políticas chinesas foi a repressão. É muito triste", declarou o líder espiritual dos tibetanos, pouco depois de desembarcar em Frankfurt.

O Dalai Lama destacou mais uma vez que não deseja a independência do Tibete, apenas sua autonomia, e que os tibetanos desejam viver em harmonia com a China.

"A autêntica harmonia deve estar baseada na confiança, e a confiança na igualdade. No momento faltam ambas", completou o líder espiritual budista, que vive exilado na Índia desde 1959.

ab/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG