O Dalai Lama pediu a todos que rezem pelas vítimas do terremoto que abalou a China na semana passada, durante um discurso pronunciado diante de 15 mil pessoas em Berlim, em frente à Porta de Brandenburgo nesta segunda-feira.

"Para começar, rezemos, reflitamos e expressemos nossas condolências às vítimas do terremoto", disse o líder espiritual tibetano em exílio e prêmio Nobel da Paz ao iniciar seu pronunciamento em um local simbólico da Alemanha.

A China decretou nesta segunda-feira luto nacional de três dias, exatamente uma semana depois do devastador terremoto que deixou mais de 71 mil mortos e desaparecidos na província de Sichuan (sudoeste), de acordo com as últimas informações oficiais.

O Dalai Lama insistiu na não violência durante sua visita de cinco dias à Alemanha.

A próxima parada do líder budista é o Reino Unido, como parte de uma série de viagens que realiza na Europa pela primeira vez desde os violentos incidentes que tomaram conta do Tibete em meados de março, o que suscitou grande interesse da mídia.

Pela manhã, foi recebido pela ministra social-democrata alemã da Cooperação Econômica e de Desenvolvimento, Heidemarie Wieczorek-Zuel, a única representante do governo alemão com quem o Dalai Lama se reuniu durante a passagem pelo país.

yap/cl/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.