Dalai lama agradece esforço internacional na crise tibetana

Nova Délhi, 4 abr (EFE).- O líder espiritual tibetano, o dalai lama, expressou hoje sua gratidão aos líderes e atores internacionais que fizeram esforços para que as autoridades chinesas atuem com contenção nas manifestações pró-Tibete.

EFE |

O dalai lama fez estas declarações em comunicado divulgado através do site do Governo tibetano exilado na cidade indiana de Dharamsala.

"Estou muito agradecido pelos esforços em persuadir as autoridades chinesas para que atuem com contenção com os manifestantes pacíficos, que por sua vez pediram (à China) o diálogo para resolver a questão", disse o líder.

Além disso, o líder espiritual pediu à comunidade internacional que continue dando "seu apoio para o fim imediato das medidas repressoras, a libertação dos detidos e para que os feridos recebam tratamento adequado".

Além disso, acrescentou que "as recentes manifestações são uma demonstração do enraizado ressentimento dos tibetanos não só na chamada Região Autônoma Tibetana, mas também nas áreas tibetanas periféricas".

A nota, que cita uma fonte confiável, denuncia que o Governo chinês mobilizou um "amplo contingente militar" em várias zonas tibetanas da China.

Desde 10 de março, monges budistas com o apoio da população civil protagonizaram protestos para lembrar o aniversário da fracassada rebelião tibetana contra o mandato chinês em 1959, no Tibete, e em outros lugares como Índia e Nepal.

As manifestações na cidade de Lhasa, capital tibetana, causaram distúrbios que mataram 19 pessoas, segundo a versão oficial da China. No entanto, o Governo tibetano no exílio estima que houve 140 mortes.

mb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG