inferno - Mundo - iG" /

Dalai Lama acusa Pequim de ter transformado o Tibete em um inferno

O Dalai Lama acusou nesta terça-feira a China de ter transformado o Tibete em um inferno e de ter matado centenas de milhares de tibetanos, por ocasião do 50º de aniversário do levante que obrigou o líder espiritual a exilar-se na Índia e Pequim a reforçar a segurança.

AFP |

Do exílio em Dharamsala, norte da Índia, o Dalai Lama voltou a reiterar a reivindicação deuma "autonomia significativa" para seu país natal.

"Estes últimos 50 anos têm sido de sofrimento e destruições para o território e o povo do Tibete", afirmou o Prêmio Nobel da Paz de 1989 em um discurso pronunciado em um templo do Himalaia indiano.

"Uma vez ocupado o Tibete, o governo comunista chinês passou a realizar ali toda uma série de campanhas de violências e repressão (...) Os tibetanos têm vivido literalmente um inferno na Terra", acusou o líder do budismo tibetano.

"Consequência imediata destas campanhas: a morte de centenas de milhares de tibetanos", criticou.

Pequim reagiu e acusou o Dalai Lama de "propagar rumores", ao mesmo tempo que afirmou não querer responder às "mentiras" do líder espiritual tibetano.

"A camarilha do Dalai Lama não distingue o verdadeiro do falso. Propaga rumores", declarou o porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Ma Zhaoxu.

"As reformas democráticas no Tibete são as mais amplas e as mais profundas de sua história", completou.

burs-nr/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG