Dados e informações gerais sobre Montenegro

Podgórica, 5 abr (EFE).- Dados e informações gerais sobre Montenegro, que neste domingo realiza eleições presidenciais: NOME OFICIAL: República de Montenegro.

EFE |

LOCALIZAÇÃO: Sudeste da Europa. Faz limite com Croácia, Bósnia-Herzegovina, Sérvia, Albânia e o mar Adriático.

SUPERFÍCIE: 13.812 quilômetros quadrados.

POPULAÇÃO: 620.145 habitantes (censo de 2003); 43,16% se declaram montenegrinos; 31,99%, sérvios; 11,74%, eslavos muçulmanos; 5,03%, albaneses; 1,1%, croata; e 0,42%, cigano.

CAPITAL: Podgórica, com cerca de 170 mil habitantes.

IDIOMAS: Montenegrino (oficial). Também são falados o sérvio, o bósnio, o croata e o albanês.

RELIGIÃO: cristãos ortodoxos (74,24%); islamismo (17,74%); católicos (3,54%).

PRESIDENTE: Filip Vujanovic, eleito para um mandato de cinco anos em 11 de maio de 2003.

PRIMEIRO-MINISTRO: Milo Djukanovic, que assumiu em fevereiro último, após a saída de Zeljko Sturanovic por motivo de doença.

PARTIDOS POLÍTICOS: Partido Democrático dos Socialistas (DPS), Partido Socialista Popular (SNP), Partido Social-Democrata (SDP), Movimento por Mudanças (PZP), Partido Popular Sérvio de Montenegro (SNS), Partido Popular (NS), Partido Liberal (LPM), União Democrática dos Albaneses (DUA), Aliança Democrática em Montenegro (DSCG).

ECONOMIA: Turismo e metalurgia são os setores mais importantes, junto com mineração, extrativismo e exploração de recursos hídricos.

MOEDA: Euro (oficial), que substituiu o marco alemão em 2000.

PIB PER CAPITA: US$ 3,6 mil (2007).

INFLAÇÃO: 7,7% (2007) TAXA DE DESEMPREGO: 11,8% (2007).

HISTÓRIA E EVOLUÇÃO POLÍTICA: Em 26 de novembro de 1918, Montenegro se integra ao Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, que mais tarde seria chamado de Iugoslávia.

Em 1992, Montenegro mantém sua unidade com a Sérvia por meio da República Federal da Iugoslávia, após a separação de Bósnia, Croácia, Eslovênia e Macedônia da antiga Iugoslávia, na qual desde 1945 o comunismo tinha sido o regime.

Em 1997, Milo Djukanovic, que já ocupava a cadeira de primeiro-ministro em Montenegro, ganha as eleições presidenciais e rompe com seu mentor, o então presidente sérvio Slobodan Milosevic, lançando uma política de distanciamento da Sérvia.

Em fevereiro de 2003, Sérvia e Montenegro deixam para trás o nome Iugoslávia e promovem uma união estatal de mínimas competências centrais, de acordo com um pacto firmado sob mediação da União Européia.

O acordo previa que depois de três anos as repúblicas poderiam realizar plebiscitos de independência, possibilidade que Montenegro aproveitou em 21 de maio de 2006, quando 55,5% de seus cidadãos se pronunciaram a favor da separação da Sérvia.

Montenegro proclamou sua independência em 3 de junho de 2006, e em 28 de junho se tornou o 192º Estado-membro da ONU. EFE Sn/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG