Dados e informações gerais sobre a R.Dominicana

Santo Domingo, 15 mai (EFE).- Dados e informações gerais sobre a República Dominicana, que realiza eleições presidenciais amanhã: NOME OFICIAL: República Dominicana.

EFE |

LOCALIZAÇÃO: Leste da Ilha Hispaniola, no Mar do Caribe. Faz fronteira com o Haiti.

SUPERFÍCIE: 48.442 quilômetros quadrados, incluindo as ilhas de Saona, Alto Velo, Alto Velito, Beata, Catalina e Catalinita.

POPULAÇÃO: 9,1 milhões de habitantes (2005).

COMPOSIÇÃO: mulatos (75%), brancos de origem européia (15%) e negros (10%).

CAPITAL: Santo Domingo, com 2.731.294 habitantes na área metropolitana (2002).

IDIOMA: espanhol (oficial).

RELIGIÃO: cristianismo (95%).

GOVERNO: República presidencialista.

PRESIDENTE: Leonel Fernández. O presidente da República é o chefe de Estado, de Governo e das Forças Armadas. Seu mandato dura quatro anos.

LEGISLATIVO: Bicameral - Senado (32 membros) e Câmara dos Deputados (178).

JUDICIÁRIO: A máxima instância é a Suprema Corte de Justiça, com 16 juízes designados pelo Conselho Nacional de Magistratura.

PARTIDOS POLÍTICOS: 22. Os majoritários são o Partido da Libertação Dominicana (PLD), o Partido Reformista Social Cristão (PRSC) e o Partido Revolucionário Dominicano (PRD).

FORÇAS ARMADAS: Exército (15 mil); Marinha (4 mil); Aeronáutica (5,5 mil).

MOEDA: Peso Dominicano.

PIB: US$ 41,2 bilhões (2007). O turismo é a maior fonte de receita do país.

PIB per capita: US$ 4.406 (2007).

INFLAÇÃO: 8,88% (2007).

DESEMPREGO: 15,5% (outubro de 2007).

HISTÓRIA E EVOLUÇÃO POLÍTICA: Em dezembro de 1492 Cristóvão Colombo descobriu a Ilha Hispaniola. Em 1697, a Espanha cedeu à França a parte ocidental da ilha, e em 1777 ficaram fixados os limites entre as partes francesa e espanhola pelo Tratado de Aranjuez.

Em 1821, os dominicanos, liderados por José Núñez de Cáceres, proclamaram o estado independente do Haiti Espanhol, tendo início então uma etapa de duas décadas de controle total da ilha por parte dos haitianos.

Em 1844, no entanto, um movimento revolucionário encabeçado por Juan Pablo Duarte proclamou a independência da República Dominicana.

Em 1861, o país voltou a ser anexado à Espanha, até que em 1865 foi restabelecida a independência.

Em 1916, os Estados Unidos intervieram no país e estabeleceram um regime militar até sua retirada em 1924. A ocupação aconteceu para garantir o pagamento de dívidas dominicanas com bancos norte-americanos e europeus.

Após a ditadura de 30 anos de Rafael Leónidas Trujillo, até seu assassinato em 1961, se sucederam vários golpes militares e uma breve intervenção militar americana (1965). Joaquín Balaguer (PRSC) foi presidente de 1960 a 62, 66 a 78 e 86 a 96.

Nas eleições presidenciais de 16 de maio de 2004, Leonel Fernández saiu-se vencedor com 57,11% dos votos, contra 33,65% do então governante do país, Hipólito Mejía, que tentava a reeleição em meio a uma grave situação econômica provocada pela quebra de três dos principais bancos comerciais do país. EFE mf/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG