Dados da ONU indicam que coléra no Zimbábue ultrapassou pior cenário

Genebra, 4 fev (EFE).- O pior cenário previsto pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a epidemia de cólera no Zimbábue foi amplamente ultrapassado, com o relatório do Escritório das Nações Unidas para Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha) que aponta mais de 65 mil casos e indica que se está longe de controlar a situação.

EFE |

Segundo dados divulgados hoje pelo Ocha, os infectados pela doença totalizam 65,739 mil, enquanto já foram registrados 3,323 mil mortos.

Apenas na segunda-feira passada, foram registrados 1,038 mil novos casos e 28 mortes.

O pior cenário traçado pelos especialistas da OMS quando se evidenciou a gravidade da epidemia apontava o contágio de 60 mil pessoas.

A taxa média de mortalidade é de 5,1%, quando em emergências sanitárias deste tipo se considera que não deve superar 1%.

Além disso, a atual temporada de chuvas complicou a situação, já que a epidemia se propaga pelas águas contaminadas e o transporte da ajuda de emergência torna-se mais difícil. EFE is/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG