Cúpulas do G8 e do G20 exigirão mais segurança do que Jogos Olímpicos

Toronto (Canadá), 7 abr (EFE).- Cerca de dez mil policiais e mil seguranças particulares serão encarregados de garantir a segurança das cúpulas do Grupo dos Oito (G8, sete países mais industrializados e a Rússia) e Grupo dos Vinte (G20, países ricos e principais emergentes), no final de junho, no Canadá.

EFE |

Este contingente é maior do que o destinado em fevereiro para os Jogos Olímpicos de Inverno deste ano, em Vancouver, também no Canadá.

O jornal "The Globe and Mail" disse hoje em seu site que o número representa um "pequeno Exército" de quase o dobro dos seis mil agentes utilizados em Vancouver.

Toronto será a sede da quarta cúpula do G20 nos dias 26 e 27 de junho. Nos dias 25 e 26 do mesmo mês, na cidade de Huntsville, a três horas ao norte de Toronto, será realizada a cúpula do G8.

Na última cúpula do G20, na cidade americana de Pittsburgh, seis mil policiais e soldados da Guarda Nacional se somaram às forças de Polícia locais.

A cúpula do G20 será realizada no Centro de Convenções de Toronto, no centro da metrópole, o que obrigará o isolamento de uma área na qual vivem 280 mil pessoas.

Segundo veículos de comunicação locais, a Polícia Montada do Canadá deve reservar 5.500 quartos de hotel durante nove dias, de 20 a 28 de junho, para os agentes que farão parte de seu esquema de segurança. EFE jcr/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG