Cúpula Ibero-americana se solidariza com nações afetadas por furacões

San Salvador, 29 out (EFE) - Os governantes ibero-americanos expressarão sua solidariedade, na 18ª Cúpula Ibero-americana de San Salvador, para com Honduras e os países caribenhos afetados por recentes desastres naturais que deixaram vários mortos e causaram graves danos materiais. Os chefes de Estado e de Governo, que se reúnem nesta capital de 29 a 31 de outubro, se disseram dispostos a apoiar o Governo hondurenho na reconstrução, e pediram à comunidade internacional para fornecer a este país centro-americano a ajuda solicitada, segundo um projeto de comunicado especial ao qual a Efe teve acesso. Honduras vive uma situação de emergência na maior parte de seu território como conseqüência das inundações e deslizamentos originados pelas chuvas, que causaram pelo menos 33 mortos e destruíram plantações, casas, serviços e grande parte da infra-estrutura viária. O país ainda se ressente dos efeitos do furacão Mitch, que afetou Honduras há dez anos e deixou 5.657 mortos, causando também perdas no valor de US$ 5 bilhões pela destruição de infra-estrutura, casas e setores produtivos.

EFE |

Em relação aos países caribenhos, os governantes pediram à Secretaria-Geral Ibero-Americana para promover, com os Governos, apoios bilaterais e multilaterais para a reconstrução das zonas danificadas por furacões e tempestades em suas infra-estruturas e serviços básicos em agosto e setembro.

Só no Haiti, esses fenômenos causaram 800 mortos, enquanto em Cuba os furacões "Gustav" e "Ike" deixaram sete vítimas fatais e perdas em infra-estruturas, agricultura e casas calculadas entre US$ 5 bilhões e US$ 10 bilhões.

A República Dominicana também sofreu com as intensas chuvas originadas pelas tempestades e furacões. EFE mmg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG