Cúpula da Petrocaribe aprova novas condições de venda de petróleo

Maracaibo (Venezuela), 13 jul (EFE).- Os integrantes da Petrocaribe aprovaram hoje uma proposta do presidente venezuelano, Hugo Chávez, de flexibilizar as condições para financiar a venda de petróleo e seus derivados aos parceiros deste acordo.

EFE |

Chávez propôs que, caso os preços do petróleo continuem acima dos US$ 100, como acontece atualmente, poderá se pagar 40% do combustível recebido em um prazo de 90 dias e 60% em 25 anos.

A iniciativa exposta por Chávez foi aprovada pelos presentes na 5ª Cúpula Extraordinária da Petrocaribe, realizada na cidade venezuelana de Maracaibo.

"Que isso possa compensar essa curva horrível dos mercados do petróleo", disse Chavez.

Além disso, o líder venezuelano assinalou que no caso de chegar ao "não desejado cenário" dos US$ 200 o barril, a proporção seria de 30% para 90 dias e 70% financiados a longo prazo.

A fórmula atual de financiamento prevê que 50% da fatura petrolífera seja paga em 90 dias e a outra metade em 25 anos.

Chávez pediu que se avalie no futuro, da mesma forma, a possibilidade de aplicar um mecanismo "congelador" quando o petróleo se situar acima de uma barreira de preços, que segundo ele deveria ser definida posteriormente pelos parceiros do acordo. EFE lb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG