Cúpula da Otan é protegida por 25.000 policiais alemães e franceses

Vinte e cinco mil policiais alemães e franceses foram mobilizados para o esquema de segurança da cúpula da Otan, que nesta sexta-feira e no sábado reúne em Baden Baden, Kehl (Alemanha) e Estrasburgo (França) os 28 líderes da Aliança Atlântica.

AFP |

Ao todo, 300 pessoas já foram detidas nas cercanias de Estrasburgo, no leste da França, em choques entre manifestantes e a polícia francesa antes mesmo do início da cúpula. Um fotógrafo alemão da agência DPP foi ferido por uma bala de borracha.

Nesta sexta, novos incidentes no mesmo local deixaram dois gendarmes franceses levemente feridos.

Manifestantes contra a Organização do Tratado do Atlântico Norte convocaram para sábado uma grande manifestação na cidade francesa, sede do Europarlamento e do Conselho Europeu, onde estão sendo esperadas até 40.000 pessoas.

A ministra francesa do Interior, Michele Alliot-Marie, referiu-se na quinta-feira a "maiores riscos de segurança", tanto "terroristas" como de grupos extremistas, que fazem campanha pela "desobediência civil" durante a cúpula do 60º aniversário de criação da Otan, da qual participa o presidente americano, Barack Obama.

Nove mil policiais e gendarmes franceses foram encarregados de velar pela segurança das 2.000 personalidades esperadas em Estrasburgo em cerca de 80 lugares considerados "sensíveis", como o Palácio dos Congressos - onde se reunirão os líderes da Otan -, além dos hotéis ocupados pelas delegações e o centro histórico.

Do outro lado da fronteira, a Alemanha mobilizou 15.000 policiais e 600 militares.

Três helicópteros Puma sobrevoarão Estrasburgo durante a manifestação de sábado. Além disso, o espaço aéreo sobre as três cidades que receberão a cúpula será permanentemente patrulhado por aviões Awacs e aeronaves equipadas com radares.

Seis aviões Tucano serão mantidos em alerta na base aérea de Colmar, perto de Estrasburgo.

Uma bateria antiaérea foi instalada em uma base aérea militar nas cercanias da cidade francesa, cercada por 30 quilômetros de barreiras metálicas.

O esquema de segurança para proteger a cúpula da Otan também ordenou o fechamento de quase uma centena de locais públicos de Estrasburgo, incluindo escolas, prédios públicos, museus e teatros.

bur-ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG