Cúpula da ASA pede reforma do Conselho de Segurança

Os mais de 60 países reunidos na II Cúpula América do Sul-África (ASA), realizada neste final de semana, na Ilha Margarita (norte da Venezuela), deram seu total apoio à reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas, para adaptá-lo à atual realidade política.

AFP |

"Afirmamos nosso total apoio à reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas para garantir uma participação dos países em desenvolvimento nas regiões sul-americana e africana", destaca a declaração final do encontro.

Há a finalidade de "corrigir os atuais desequilíbrios e fazer do Conselho um órgão mais democrático, transparente e legítimo, que responda às novas realidades políticas", destaca o documento, que faz uma ampla defesa do "multilateralismo".

A questão da reforma da ONU foi mencionada nos discursos de vários chefes de Estado presentes na Cúpula, que reuniu cerca de 30 líderes das duas regiões.

A adoção de um Conselho de Segurança ampliado, com o Brasil ocupando uma cadeira permanente, e tendo um país africano também como membro constante, é um dos atuais objetivos da chancelaria em Brasília.

bl/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG