A cúpula árabe de Doha rejeitou nesta segunda-feira a ordem de prisão emitida pela Corte Penal Internacional (CPI) contra o presidente do Sudão, Omar al Bashir, segundo a declaração final lida durante o encerramento da reunião pelo secretário-geral da Liga Árabe, Amr Mussa.

"Reforçamos nossa solidariedade com o Sudão e nossa oposição à decisão da CPI contra o presidente Omar al Bashir", disse Mussa, lendo a declaração final da cúpula.

A cúpula árabe, realizada anualmente, durou dois dias.

ak/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.