Cúpula América Latina-UE em Lima debaterá crise alimentícia

Esther Rebollo Lima, 9 mai (EFE) - A crise alimentícia será um assunto central da 5ª Cúpula América Latina-Caribe-União Européia (EU-LAC, na sigla em inglês) que acontecerá em Lima entre 16 e 17 de maio com o objetivo de buscar mecanismos de combate à pobreza e de proteção ao meio ambiente. O anúncio foi feito hoje pelo ministro de Relações Exteriores peruano, José Antonio García Belaúnde, em entrevista coletiva na qual detalhou a agenda e confirmou a presença de 45 chefes de Estado e Governo. O chanceler afirmou que a reunião presidencial, que acontecerá em 16 de maio, seguida de mini-cúpulas no dia seguinte, será desenvolvida sob um formato de mesas de trabalho, de manhã dedicadas à pobreza e à tarde sobre a mudança climática, a portas fechadas e sem difusão pública. Será na mesa sobre pobreza que a crise alimentícia que ameaça o planeta se transformará no eixo central do debate, afirmou. O tema dos alimentos ganhou uma particular gravidade nos últimos meses e não duvido de que estará presente na mesa de presidentes, ressaltou García Belaúnde. Acompanhado dos embaixadores dos países que formam o mecanismo EU-LAC, o chanceler coincidiu com os europeus, que acreditam que a região América Latina é especialmente vulnerável ao fenômeno gerado pela vertiginosa alta dos preços dos alimentos. Esta preocupação levou a Comissão Européia (CE) a comprometer 160 milhões de euros (US$ 247 milhões) em ajuda alimentícia de emergência, após o Banco Mundia...

EFE |

EFE erm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG