Cúpula América Latina-UE é concluída com aprovação de Declaração de Lima

Lima, 16 mai (EFE).- A 5ª Cúpula América Latina-Caribe-União Européia (LAC-EU, na sigla em inglês) foi concluída hoje na capital peruana com uma declaração na qual ambas as regiões se comprometem a garantir sua relação e a buscar juntas soluções para os problemas globais.

EFE |

A reunião foi liderada pelo presidente do Peru, Alan García, que esta noite oferece um jantar aos participantes, representantes de 60 países dos dois lados do Atlântico.

Amanhã, sábado, serão realizadas reuniões entre representantes da UE e dos grupos subregionais e países com os quais existem acordos fechados, ou em andamento para fechá-los: Mercosul, Comunidade Andina, Sistema de Integração Centro-Americano, países caribenhos, México e Chile.

García, que havia pedido no início da cúpula que desta reunião surgissem "metas concretas", comemorou por se ter conseguido "um compromisso de ação contra a pobreza", um problema que afeta quase um terço dos latino-americanos.

Também pediu para erradicar o analfabetismo e transformar uma parte da dívida da América Latina com a Europa "em desenvolvimento", assim como o fim da "loucura" da corrida armamentista e dos conflitos e dos rancores entre países.

Além disso, o líder peruano sugeriu o estabelecimento de um mecanismo de acompanhamento dos compromissos alcançados nestas cúpulas e propôs que os encarregados sejam Espanha e Argentina.

Antes da adoção da Declaração de Lima, redigida na quinta-feira pelos chanceleres de ambas as regiões, e do discurso de García, os titulares das oito mesas de trabalho em que se desenvolveram os debates da cúpula expuseram suas conclusões.

Os dois eixos temáticos desta cúpula foram: "pobreza, desigualdade e inclusão" e "desenvolvimento sustentável, meio ambiente, mudança climática e energia".

A próxima Cúpula América Latina-UE será realizada na Espanha, em 2010. O presidente do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, prometeu trabalhar ativamente para avançar nas metas fixadas. EFE ar/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG