Cúpula América Latina-UE celebra sessão de abertura com adoção de agenda

Lima, 16 mai (EFE).- A sessão de abertura da 5ª Cúpula América Latina-Caribe-União Européia (LAC-UE, na sigla em inglês) foi celebrada hoje com a adoção da Agenda de Lima e uma foto oficial dos chefes de Estado e de Governo reunidos.

EFE |

A partir de agora, os governantes se reunirão a portas fechadas, divididos em mesas de trabalho para debater os temas da cúpula, que é liderada pelo Peru, país anfitrião, e pela Eslovênia, nação que atualmente ocupa a presidência rotativa da União Européia.

O primeiro eixo temático da cúpula - pobreza, desigualdade e exclusão - será abordado de manhã, enquanto à tarde os dirigentes debaterão sobre desenvolvimento sustentável, meio ambiente, mudança climática e energia.

"Desta reunião os povos esperam soluções, planejamentos e metas, mais do que declarações ou reuniões rituais", destacou o presidente peruano, Alan García, que fez um pedido à unidade em torno dos problemas globais.

Participam da cúpula 50 chefes de Estado e de Governo dos dois lados do Atlântico.

A Declaração de Lima, redigida pelos altos funcionários reunidos entre terça-feira e quarta-feira e finalizada nesta quinta-feira pelos chanceleres de ambos os blocos, será aprovada na sessão de clausura, que está prevista para começar às 18h15 local (23h15 de Brasília).

Após a reunião, os co-presidentes da Cúpula, García e o primeiro-ministro esloveno, Janez Jansa, assim como o presidente da Comissão Européia (CE, órgão executivo da União Européia), o português José Durão Barroso, realizarão uma entrevista coletiva.

Durante todo o dia também está sendo desenvolvida, além disso, uma intensa agenda de reuniões bilaterais entre os participantes, além de diversas coletivas de imprensa. EFE ar/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG