Havana, 24 dez (EFE).- A cubana Juana Bautista de la Candelaria Rodríguez, de 123 anos, pediu hoje seu presente de Natal: felicidade e muita saúde em 2009 para todas as pessoas.

Juana é a segunda de uma família de 13 irmãos que parece ter herdado a longevidade de seus pais, Cecilia Rodríguez, que morreu centenária, e seu pai, que viveu até os 96 anos.

Nasceu em 2 de fevereiro de 1885, no sítio Santa Rosa, do bairro de Ceiba Hueca, município de Campechuela, na província oriental de Granma, e aparece inscrita no Registro Civil local, onde a registraram, por declaração da mãe, no dia 27 do mesmo mês.

A idosa lamentou apenas a ausência da visão e que o desgaste físico não lhe permita colocar-se de pé, mas afirmou que gosta de estar informada por meio da TV, veículo de comunicação que conheceu após 1959, depois do triunfo da Revolução Cubana.

Ela explicou a fórmula de sua longa vida está ligada ao ar puro do campo, a uma alimentação rica em legumes e carnes, e a ter "o coração sempre repleto de amor" para seus semelhantes. EFE rmo/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.