Cuba teve perdas de quase US$ 10 bi por causa de furacões, diz Raúl Castro

HAVANA - O presidente cubano, Raúl Castro, assegurou que a ilha sofreu perdas de quase US$ 10 bilhões nos últimos meses por causa de três furacões que castigaram o país.

EFE |

AP
Moradores analizam o estrago em Santa Cruz del Sur, Cuba

"As perdas já estão chegando aos US$ 10 bilhões", afirmou o líder durante uma visita ao leste de Cuba, castigado no sábado passado pelo último dos ciclones, o Paloma.

Fontes oficiais tinham cifrado em US$ 8,6 bilhões as perdas dos dois furacões anteriores, o Gustav, que atravessou todo o território de Cuba pelo extremo oeste em 30 de agosto, e o Ike, que percorreu a ilha pelo oeste entre 7 e 9 de setembro.

"Temos de conservar a serenidade e precisamos nos acostumar a situações deste tipo (...) Eu sei que o povo cubano é trabalhador, humilde e um povo que está do lado da revolução", afirmou.

Raúl Castro disse ainda que é preciso "continuar vivendo", e prometeu que lutará para reconstruir as casas destruídas nas tragédias naturais.

"É preciso continuar vivendo (...) Tudo que o povo perdeu nós vamos reconstruir. Mas talvez isso não aconteça amanhã, talvez seja necessário esperar um pouco", afirmou.

Leia mais sobre furacões

    Leia tudo sobre: furacão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG