Cuba recebe com satisfação ingresso no Grupo do Rio

HAVANA (Reuters) - Cuba recebeu com satisfação seu ingresso no Grupo do Rio e está disposta a cooperar com esse mecanismo de mediação política criado em 1986, disse na sexta-feira o governo cubano em declaração. Os países membros do Grupo do Rio, reunidos em Zacatecas, México, concordaram na quinta-feira com a inclusão de Cuba como membro pleno desse organismo de consulta política da América Latina e do Caribe.

Reuters |

"O governo acolhe com satisfação a vontade expressada pelos países que integram o Grupo do Rio de que Cuba ingresse no organismo", disse o comunicado publicado sexta-feira na imprensa oficial.

Com a inclusão da ilha, a entidade reúne agora 23 países. O Grupo do Rio havia ampliado seus integrantes em quatro ocasiões para todos os países latino-americanos, com exceção de Cuba e da maioria dos países do Caribe.

"A ampliação do Grupo do Rio para torná-lo mais representativo da região é um passo positivo no caminho para a plena incorporação... com a qual Cuba está disposta a cooperar", disse o texto.

Cuba foi afastada de vários foros de discussão política e de integração na região desde que foi suspensa da Organização de Estados Americanos (OEA) no início da década de 1960, pouco depois da revolução liderada por Fidel Castro em 1959.

O Brasil já havia feito uma proposta para o ingresso de Cuba no grupo, que fora rechaçada por vários países, principalmente da América Central, sob a alegação de desrespeito aos direitos humanos na ilha.

"Ficou para trás o tempo em que se tentou isolar Cuba... Hoje se respira em nosso continente um novo ambiente de defesa dos interesses legítimos dos povos da América Latina e do Caribe", assinala a declaração cubana.

O Grupo do Rio foi criado em dezembro de 1986, derivado do Grupo de Contadora e do Grupo de Apoio, vinculados ao tema da busca da paz na América Central.

(Reportagem de Nelson Acosta)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG