discriminatórias e seletivas - Mundo - iG" /

Cuba protesta contra EUA por medidas discriminatórias e seletivas

Havana, 6 jan (EFE).- O Governo de Cuba protestou hoje contra os Estados Unidos em uma nota diplomática na qual diz que as medidas de segurança adicionais que serão aplicadas aos cubanos que viajam para território americano são discriminatórias e seletivas.

EFE |

Na nota, Cuba também se queixa de sua inclusão pelos EUA em sua lista de países considerados como "incentivadores do terrorismo" Em comunicado ao qual a Agência Efe teve acesso hoje, a Chancelaria cubana diz que convocou na terça-feira o chefe do Escritório de Interesses dos Estados Unidos na ilha, Jonathan Farrar, e lhe entregou a nota de protesto.

"Rejeitamos categoricamente esta nova ação hostil do Governo dos EUA, que se deriva da inclusão injustificada de Cuba na chamada lista de Estados patrocinadores do terrorismo", afirma o comunicado.

Segundo a nota, a inclusão de Cuba na lista tem motivações políticas "e tem como único objetivo justificar a política de bloqueio que a comunidade internacional rejeita de maneira unânime", em referência ao embargo que o Governo dos EUA mantém contra a ilha desde 1962.

Um porta-voz do Escritório de Interesses dos Estados Unidos em Havana consultado pela Efe disse que não tinha nenhum comentário a fazer sobre o protesto oficial de Cuba.

Após o fracassado atentado contra um voo da Northwest Airlines que pousaria na cidade de Detroit no último Natal, os EUA aumentaram o rigor das revistas a passageiros estrangeiros, com atenção especial aos de Cuba, Irã, Sudão e Síria, países que, segundo o Governo americano, incentivam o terrorismo.

Além disso, os passageiros de "países de interesse", cuja lista inclui Afeganistão, Argélia, Iraque, Líbano, Líbia, Nigéria, Paquistão, Arábia Saudita e Somália, também passarão por revistas mais intensas em aeroportos.

Cuba e EUA não têm voos regulares diretos, mas companhias americanas realizam voos fretados semanais para Havana, principalmente a partir de Miami, onde reside a principal comunidade de cubanos em território americano. EFE rmo/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG