Cuba paralisa transporte aéreo, marítimo e terrestre por Gustav

O governo cubano paralisou todo o transporte aéreo nacional, marítimo e terrestre, diante da passagem do furacão Gustav, que atingiu Punta del Este, este sábado, na ilha de la Juventud (sudoeste), com categoria 4 e devastadores ventos de 230 km/h, informaram as autoridades.

AFP |

A suspensão dos vôos nacionais, das viagens interestaduais por estrada e da navegação foi anunciada pelo Ministério dos Transportes, em nota divulgada pela imprensa local.

De acordo com o comunicado, "os vôos internacionais serão mantidos, enquanto permitirem as condições meteorológicas, que pioram paulatinamente".

Pouco antes de tocar Punta del Este, na Ilha de la Juventud, cerca de 170 km ao sudoeste de Havana, Gustav subiu para categoria 4 e avança como um furacão "extremamente perigoso", segundo o Centro Nacional de Furacões americano (NHC, sigla em inglês).

O temido furacão atravessará a província de Pinar del Río, 140 km ao oeste de Havana, onde mais de 200.000 habitantes de povoados pesqueiros já foram levados para zonas seguras, enquanto que outros 20.000 foram evacuados em Havana, sobretudo, no litoral sul, sendo 5.500 deles na pequenina Batabanó.

Na Ilha de la Juventud, todos os vôos nacionais e o transporte marítimo estão suspensos. Já em Pinar del Río, onde se produz o melhor tabaco do mundo, os cultivos estão sendo protegidos.

rd/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG