O líder cubano, Fidel Castro, disse nesta segunda-feira ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que Cuba não quer esmolas, e sim a suspensão do bloqueio, na primeira reação de Havana ao levantamento das restrições de viagens e envio de dinheiro à Ilha.

mis/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.