Fay - Mundo - iG" /

Cuba emite alerta de furacão diante da chegada da tempestade Fay

Miami, 16 ago (EFE).- O Governo de Cuba emitiu hoje aviso de perigo de furacão para as províncias de Camaguey, Ciego de Ávila e Sancti Spiritus diante da possibilidade de que a tempestade Fay se transforme em furacão nas próximas 36 horas, informou hoje o Centro Nacional de Furacões (NHC) com sede em Miami.

EFE |

No boletim das 12h (Brasília), o NHC explicou que os Governos de Jamaica e ilhas Cayman emitiram uma advertência de tempestade para as próximas 36 horas.

Na República Dominicana, onde as chuvas associadas à tempestade deixaram um morto e dois desaparecidos, o Governo cancelou o aviso que tinha emitido, já que "Fay" deixou de ser um perigo.

A tempestade tropical "Fay", a sexta da temporada de furacões no Atlântico, gerou fortes chuvas no Haiti e na República Dominicana e está previsto que se transforme em furacão antes de chegar a Cuba.

Às 12h (Brasília), o centro da tempestade se encontrava próximo à latitude 19.0 norte, longitude 73.7 oeste e cerca de 155 quilômetros a noroeste de Porto Príncipe e a 205 quilômetros de Guantánamo.

O NHC advertiu que tanto no oeste de Cuba, como na Jamaica, nos cabos da Flórida e no sul da Flórida deve seguir o progresso do sistema, já que na madrugada da segunda-feira a tempestade pode se transformar em furacão antes de entrar em Cuba.

"Fay" se movimenta em direção ao oeste a cerca de 24 km/h e é provável que gire rumo ao noroeste ao longo do dia de hoje e que se dirija ao noroeste no domingo pela noite.

Seguindo essa trajetória, o centro de "Fay" se movimentará em território haitiano durante este sábado e passará próximo ao litoral sudeste de Cuba na noite de hoje e no domingo.

Os ventos máximos se aproximam de 75 km/h e é possível que perca um pouco de força enquanto se movimente sobre o Haiti. Porém, pode voltar a ganhar potência quando o centro voltar às águas cálidas do Caribe.

A Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (Noaa, por na sigla em inglês) ressaltou em sua previsão atualizada de agosto que a temporada atlântica registrará uma maior atividade este ano com a formação de entre 14 a 18 tempestades tropicais. Delas, entre sete e dez devem se transformar em furacões. EFE esc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG