Cuba e UE terão reunião de ministros de Exteriores em Bruxelas

Havana, 18 mar (EFE).- Cuba e União Europeia (UE) realizarão uma reunião de ministros de Exteriores em maio, em Bruxelas, dentro do diálogo político aberto entre as duas partes em outubro do ano passado, informaram hoje, em Havana, fontes oficiais.

EFE |

"A proposta da UE foi definida considerando as condições atuais, manter em maio uma sessão de chanceleres do diálogo político entre Cuba e UE", afirmou, em entrevista coletiva, o ministro de Exteriores cubano, Bruno Rodríguez.

"Concordamos em que, dado os certos progressos alcançados, é possível continuar avançando para o estabelecimento de um novo marco integral de relacionamento entre UE e Cuba", acrescentou o chanceler, após se reunir com o comissário de Desenvolvimento e Ajuda Humanitária da União Europeia, Louis Michel.

Michel chegou na terça-feira a Havana para uma visita de trabalho de 48 horas, durante a qual assistirá na quinta-feira a um seminário de cooperação entre a Comissão Europeia (CE, órgão executivo da UE) e Cuba, e se reunirá com vários funcionários da ilha.

Rodríguez insistiu, no entanto, em que seu país considera um "obstáculo fundamental" para avançar no diálogo político a manutenção da "posição comum" sobre Cuba que os membros da UE estabeleceram em 1996.

Michel disse que as relações das duas partes têm uma "dinâmica positiva" e que o balanço é "muito positivo" desde a viagem que fez à ilha em março do ano passado, dias depois da chegada à Presidência do general Raúl Castro.

O comissário anunciou também o "desbloqueio" de 7,5 milhões de euros (US$ 10 milhões), que se juntarão a outros 4 milhões de euros (mais de US$ 5 milhões) que a CE já entregou a Cuba em outubro, como ajuda de emergência diante dos efeitos devastadores da passagem de três furacões pela ilha, em 2008. EFE jlp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG