Havana, 28 abr (EFE).- O Governo cubano afirmou hoje na imprensa oficiais que não existe nenhum caso confirmado nem suspeito de gripe suína no país, e que foram adotadas todas as medidas preventivas contra essa doença.

Em declarações à imprensa, o vice-ministro da Saúde Luis Estruch disse que, "em Cuba, não foi detectado, nem sequer há suspeitos de ter contraído o vírus da gripe suína", e ressaltou que a ilha tem "capacidade diagnóstica para descobrir a entrada de qualquer caso".

"Não há pânico, há segurança e sustento, mas foram adotadas todas as precauções, pois se está diante de um vírus novo que se espalhou rapidamente", disse.

Segundo Estruch, o Governo cubano ativou a Defesa Civil nacional e todos os sistemas de vigilância clínico-epidemiológicos.

Além disso, estão alertas organismos como a Aeronáutica Civil e o Ministério do Turismo, enquanto o pessoal do setor da saúde recebe capacitação e são aplicadas exigências de controle sanitário internacional em portos e aeroportos.

"Há risco, mas o país já está tomando as medidas pertinentes, ativando os recursos materiais existentes e adquirindo os que faltam", disse o vice-ministro.

Acrescentou que Cuba está preparada há cinco anos para "combater" o vírus da gripe aviária, do qual não se registrou "nenhum caso", e o mesmo "diante de qualquer doença" que represente uma ameaça para os cubanos. EFE arj/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.