Cuba convocou nesta segunda-feira passeatas durante o Dia Internacional do Trabalho, na próxima sexta-feira, para exigir do presidente Barack Obama que se levante o embargo de 47 anos dos Estados Unidos contra a ilha.

Além do protesto, os desfiles reafirmarão o compromisso de atender ao chamado do presidente Raúl Castro para redobrar o esforço produtivo para enfrentar os 10 bilhões de dólares em perdas deixados por três ciclones em 2008, em um contexto adverso de crise internacional, segundo a nota publicada pela Central de Trabalhadores de Cuba (CTC, única).

mis/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.