Cuba convidará relator sobre tortura da ONU para visita

Havana, 28 jan (EFE).- O Governo cubano convidará esta semana o relator das Nações Unidas sobre a Tortura, Manfred Nowak, a visitar a ilha este ano, e ratificará a convenção internacional sobre desaparições forçosas, anunciou hoje o ministro de Exteriores, Felipe Pérez Roque.

EFE |

"Cuba procederá vai enviar na próxima semana um convite ao relator especial contra a tortura, o senhor Manfred Nowak, para que visite nosso país ainda este ano", disse o chanceler.

Além disso, o ministro assinalou que a ilha assinará "nos próximos dias a convenção internacional para a proteção das pessoas contra as desaparições forçadas".

"Gostaria de lembrar que Cuba é um país onde nos últimos 50 anos não houve um só desaparecido, como não também não houve um só torturado ou um só caso de execução extrajudicial", afirmou Pérez Roque, que assegurou que a ilha pode "caminhar de cabeça erguida e com a consciência limpa".

O ministro lembrou que Cuba é signatário do convênio contra a tortura, e antecipou que o Governo está trabalhando no relatório que apresentará ao Comitê sobre esse tema ainda no primeiro semestre de 2009.

Afirmou, que após a visita em 2007 do relator especial da ONU para a Alimentação, Jean Ziegler, Cuba manifestou sua predisposição de que outros funcionários de mesma categoria fizesem viagens similares à ilha.

Também anunciou que Cuba enviará "em breve" relatórios ao comitê sobre os direitos da criança e ao comitê para a eliminação da discriminação racial. EFE jlp/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG