Cuba calcula prejuízo por embargo americano em US$ 93 bi

Havana, 18 set (EFE).- O ministro das Relações Exteriores de Cuba, Felipe Pérez Roque, afirmou hoje que o embargo comercial e financeiro que os Estados Unidos mantém desde 1962 já custou à ilha mais de US$ 93 bilhões, sendo US$ 3,775 bilhões só no último ano.

EFE |

"Desde sua implantação, o bloqueio provocou danos, sem contar outras agressões, por mais de US$ 93 bilhões. No valor atual do dólar, isso equivale a US$ 224 bilhões", disse Pérez Roque em coletiva de imprensa em Havana.

Em 2007, "segundo cálculos muito conservadores", o bloqueio produziu danos econômicos de US$ 3,775 bilhões, acrescentou.

O chanceler apresentou o projeto de resolução que submeterá à Assembléia Geral da ONU no próximo dia 29 de outubro, com o título "Necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos contra Cuba".

Segundo o chanceler, "o último ano foi o de aplicação mais brutal do bloqueio" pela "irracional perseguição contra empresas, bancos e cidadãos americanos e de outros países, chegando inclusive ao bloqueio de sites da internet relacionados a Cuba".

"O bloqueio se qualifica, segundo as Convenções de Genebra, como um ato de genocídio", disse Pérez Roque.

O chanceler afirmou que é o bloqueio o "principal obstáculo ao desenvolvimento de Cuba, ao bem-estar dos cubanos e, nas atuais circunstâncias, aos trabalhos de recuperação" após a passagem dos furacões "Ike" e "Gustav". EFE jlp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG