Cuba apresentará relatório a Conselho de Direitos Humanos da ONU

GENEBRA - Uma delegação do governo cubano apresentará amanhã ao Conselho de Direitos Humanos da ONU um relatório sobre a situação na ilha. A ministra da Justiça cubana, María Esther Reus, vai liderar a delegação que irá comparecer ao chamado Exame Periódico Universal.

EFE |

A avaliação levará em conta o documento apresentado pelo governo e também os relatórios de entidades de defesa dos direitos humanos.

O relatório oficial de Havana destaca a cooperação internacional do país em assuntos ligados aos direitos humanos. Por outro lado, a Anistia Internacional (AI) chama a atenção para as prisões de professores e jornalistas.

"Pelo menos 58 presos, entre professores, jornalistas e defensores dos direitos humanos, se encontram em diversos locais de Cuba após serem julgados sem as devidas garantias internacionais", disse a entidade.

Já a Human Rights Watch (HRW) critica o fato de a legislação cubana permitir que civis sejam julgados por tribunais militares. Há ainda referências às restrições à liberdade de circulação de defensores dos direitos humanos dentro do território cubano.

A Repórteres sem Fronteiras (RSF), por sua vez, ressaltou as dificuldades encontradas pelos jornalistas para exercer sua profissão "em um país onde o Estado tem o monopólio de informação, impressão e transmissão".

As conclusões sobre o Exame Periódico Universal de Cuba, com as recomendações do Conselho ao Governo da ilha, serão apresentadas no próximo dia 9.

Leia mais sobre: Cuba

    Leia tudo sobre: cuba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG