Uma mulher de 65 anos que esteve nos Estados Unidos, mas que mora em Havana, é a primeira cubana a contrair o vírus da gripe suína, informou nesta quinta-feira uma nota oficial.

Ela passou quase todo o mês de maio nos EUA e chegou a Cuba em 3 de junho passado com sintomas da doença. Em seguida, passou por exames e a suspeita foi confirmada.

Cuba já havia registrado cinco casos de gripe suína, porém em pessoas de outras nacionalidades: três mexicanos que estudam medicina na olha, uma criança canadense de 14 meses e uma turista canadense de 62 anos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) consultará nesta quinta-feira seu comitê de urgência sobre a gripe suína e pode declarar uma pandemia do vírus da doença.

Quarta-feira, o número de casos confirmados de gripe suína estava em 27.737, entre eles 141 mortais, em 74 países.

mis/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.