CTBTO diz que teste nuclear norte-coreano teve pouca potência

VIENA - O teste nuclear realizado nesta segunda-feira pela Coreia do Norte foi de pouca potência, disse hoje, em Viena, o secretário-executivo da Organização do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares (CTBTO), Tibor Toth.

EFE |

Em entrevista coletiva, Toth disse que a potência da explosão devia ficar na "parte baixa de um dígito", e que a magnitude medida pelas estações da CTBTO foi de 4,5 graus na escala Richter, comparados aos 4,1 graus de outro teste nuclear registrado em outubro de 2006 nesse país asiático.

Acrescentou que a prova, registrada às 21h54 de Brasília de ontem, tem uma "localização extremamente próxima ao ocorrido" em 2006.

No entanto, o especialista disse que a CTBTO não pôde confirmar com absoluta segurança que foi uma explosão nuclear, porque as correntes atmosféricas levarão pelo menos dois dias para transferir as amostras de ar às estações de medição na Rússia.

"Levaremos pelo menos dois dias para que o gás liberado chegue às estações e possa ser analisado", disse Toth.

A Comissão Preparatória da CTBTO condenou hoje, em Viena, o teste nuclear realizado pela Coreia do Norte e pediu que Pyongyang evite novas provocações.

Em comunicado anterior, Toth já tinha expressado sua grave preocupação com a explosão na Coreia do Norte, porque "é uma séria violação da norma estabelecida pelo Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares (CTBT) e, como tal, merece uma condenação universal".

Leia mais sobre: Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coréia do norte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG