O Ocean Dream, um navio de cruzeiro com 1.100 pessoas a bordo e no qual foram detectados pelo menos três casos de gripe suína, partiu nesta quinta-feira da Venezuela em direção a Aruba, depois do desembarque de passageiros venezuelanos por ordem das autoridades.

"A notícia divulgada é totalmente falsa, o navio não esteve e não está de quarentena", disse à AFP, em Madri, um porta-voz da empresa Pullmantur, reagindo a informações inicialmente divulgadas por autoridades sanitárias venezuelanas, que pretendiam deixar a embarcação inteira isolada durante uma semana.

Até o momento, o "Ocean Dream", no qual viajavam 759 passageiros e 400 tripulantes, informou às autoridades espanholas de três casos confirmados de gripe suína e 11 casos em estudo, todos eles entre os membros da tripulação.

Na quarta-feira, o navio, que viu negada a atracação em vários portos do Caribe nos últimos dias, chegou a um porto de Isla Margarita (estado venezuelano de Nova Esparta), onde desembarcaram seus passageiros venezuelanos.

Segundo funcionários do Ministério da Saúde, "um argentino e um venezuelano que apresentavam sintomas estáão recebendo tratamento".

Outros dez passageiros esão sendo examinados por apresentar sintomas suspeitos.

Na Venezuela, foram confirmados até agora 60 casos de gripe suína.

bl-pal/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.