trailer park no Mississippi - Mundo - iG" /

Cruzando os EUA: A vida em um trailer park no Mississippi

Quem deseja mergulhar no linguajar americano, vai ouvir em algum momento a expressão trailer park (estacionamento de trailers, em tradução literal), que designa um espaço onde ficam reunidos trailers de viagens transformados em casas. O nome também tem uma conotação pejorativa porque se refere a uma camada pobre da sociedade rural americana.

BBC Brasil |

Curioso, eu quis conferir e visitar uma dessas comunidades. Tinha acabado de entrar no Mississippi, o Estado mais pobre do país, e esperava saber mais sobre os americanos de baixa renda.

O trailer park onde estacionei, nas redondezas de Vicksburg, não me trouxe uma visão da pobreza. Muitas das casas haviam sido reformadas recentemente e a grama dos jardins estava aparada.

Ninguém me espantou para fora de lá com uma arma na mão. Pelo contrário, as pessoas que encontrei pareciam felizes com o fato de que alguém tinha se disposto a ir conversar com elas.

Eu estava esperando encontrar os mesmos tipos de trailer que engarrafam o trânsito na Grã-Bretanha, mas Tina Abney, de 41 anos, me corrigiu.

Ela mora em um dos trailers com o marido e dois filhos e trabalha no departamento de contabilidade da empresa que construiu a maioria das casas pré-fabricadas em minha volta.

"São casas normais", conta Tina. "Com as mesmas torneiras, pias e piso. Eu gosto daqui."
Ela e o marido, Dean, reclamam da atual situação econômica do país. Ele diz ainda não saber em quem vai votar, e ela, que tinha apoiado Hillary Clinton, foi seduzida por Sarah Palin.

"Ela será boa para o país."
Em uma outra casa, não longe da de Tina e Dean, conheci Tim Washington, um técnico hospitalar afro-americano de 42 anos.

Ele diz reconhecer o significado da candidatura do democrata Barack Obama, mas diz que não vai votar em novembro.

"Eu tenho o mesmo tipo de descendência de Obama, mas não sei o que ele vai fazer", afirma. "No passado, eu me mantinha atualizado sobre política, mas agora acho que perdi o interesse."
Se Tim não tem muitas esperanças em relação ao país, o mesmo não é verdade quando ele fala da comunidade. "Todo mundo aqui se dá bem: brancos, negros, hispânicos e asiáticos", diz ele.

Em relação às casas, Tim é menos entusiasmado que Tina. "Se um vento forte bater, elas vão ao chão, mas tudo bem. Se o pessoal da casa ao lado se mudar, quero comprar a terra deles e expandir."
Pelo que vi, eu ainda estava realmente nos Estados Unidos.

*Jon Kelly é jornalista da BBC e está cruzando os Estados Unidos em um ônibus. Por onde passa, ele entrevista americanos sobre qual é o melhor rumo para o país.

Leia mais sobre Mississipi

    Leia tudo sobre: mississipi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG