Cruz Vernmelha denuncia violações ao direito internacional em Gaza

Genebra, 31 dez (EFE).- O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) disse hoje que denunciou às autoridades de Israel aparentes violações ao direito internacional humanitário nos ataques aéreos contra Gaza, dado o elevado número de mortos e feridos entre civis.

EFE |

Além disso, destacou a importância de o princípio de proporcionalidade ser assegurado neste conflito.

Cinco dias de bombardeios aéreos sobre Gaza provocaram cerca de 400 mortos e deixaram aproximadamente 1.900 feridos no território palestino, ao passo que os foguetes lançados pelo Hamas contra território israelense provocaram quatro mortes e deixaram vários feridos.

"Levamos estas questões às autoridades israelenses e continuamos a fazer isso", disse Pierre Wettach, chefe da delegação do CICV em Israel e nos territórios palestinos ocupados.

Wettach declarou ainda que, do mesmo modo, em seus contatos com grupos palestinos presentes em Gaza também tem ressaltado a importância de o direito humanitário ser respeitado.

O CICV lembrou que o direito humanitário internacional proíbe os ataques diretos contra a população civil, assim como as ações armadas indiscriminadas.

Além disso, exige que as partes em conflito distingam civis de combatentes e propriedades civis de alvos militares. EFE is/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG