Cruz Vermelha preocupada com situação em Gaza

A Cruz Vermelha Internacional se disse neste domingo extremamente preocupada com o aumento do número de vítimas em Gaza e advertiu que o conflito está levando os hospitais da região a uma pressão extrema.

AFP |

"A Cruz Vermelha está extremamente preocupada com o aumento do número de baixas na Faixa de Gaza, motivadas por uma série de ataques aéreos das forças de defesa israelenses", afirma um comunicado da organização.

Com base nos dados divulgados por fontes palestinas, a Cruz Vermelha divulgou um balanço de pelo menos 275 mortos e 950 feridos desde o início dos ataques, na manhã de sábado.

"O fluxo de feridos de guerra tem colocado uma enorme pressão sobre os já sobrecarregados hospitais de Gaza, que têm uma grande necessidade de equipamentos médicos", acrescenta o comunicado.

As reservas de medicamentos e outros produtos já caíram bruscamente, denunciou a Cruz Vermelha, que acrescentou que cinco ambulâncias do Crescente Vermelho (o equivalente da organização no mundo árabe) serão enviadas a Gaza a partir de Jerusalém na segunda-feira.

"Nossa primeira prioridade é conseguir mais equipamentos médicos para os hospitais", disse Pierre Wettach, diretor da delegação da Cruz Vermelha para Israel e os territórios ocupados.

"Por isto é essencial que se permita a entrada em Gaza de assistência humanitária urgente", completou.

hmn/fp/nh/

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG