Genebra, 3 set (EFE).- A Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV) fez hoje um pedido no valor de 1,7 milhão de francos suíços (1,1 milhão de euros) para ajudar os países caribenhos afetados pelo furacão Gustav.

"O trabalho de socorro começou antes que o furacão 'Gustav' castigasse o Caribe. Agora, precisamos de recursos para continuar apoiando 7.000 famílias com provisões de socorro e ajudá-los a se recuperar", disse Darío Álvarez, coordenador de Gestão de Desastres da FICV, no terreno.

Milhares de voluntários da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho trabalham para assistir mais de 35.000 desabrigados, afirma um comunicado distribuído pela instituição.

Trata-se de 2.000 famílias do Haiti, 2.000 da Jamaica e 3.000 de Cuba.

Segundo as avaliações de danos e necessidades elaboradas pelo pessoal da FICV, a ajuda deve se concentrar na distribuição de artigos de higiene, utensílios de cozinha, mosquiteiros, ferramentas de construção e vasilhas. EFE mh/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.