Cruz Vermelha diz que chuvas em Mianmar criariam o pior cenário possível

Genebra, 14 mai (EFE).- A chegada de fortes chuvas à região de Mianmar devastada pelo ciclone Nargis seria o pior dos cenários possíveis, alertou hoje a Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV), após o anúncio de que se aproximam desta região precipitações.

EFE |

Esta previsão foi confirmada hoje pela Organização Meteorológica Mundial, que afirmou que as tempestades são comuns na temporada das monções que se aproxima.

Por outro lado, esta entidade afirmou que "não existe indicação de que esteja se formando um (novo) ciclone na região", como foi anunciado nas últimas horas.

No entanto, a FICV afirmou que as chuvas "agravarão uma situação que já é dramática para centenas de milhares de sobreviventes" do ciclone que atingiu o sul de Mianmar.

"Os solos estão saturados de água e grandes áreas estão inundadas, enquanto a população suporta condições extremas", afirmou o diretor de operações de socorro desta entidade, Peter Rees.

As equipes de socorro temem que o aumento do nível das águas possa provocar o vazamento das águas sujas da rede de esgoto, o que aumentaria imediatamente o risco de um surto de doenças como a diarréia e a disenteria.

Já o Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (OCHA) afirmou hoje que a comunidade internacional prometeu US$ 115 milhões para as vítimas do desastre natural em Mianmar, embora uma porta-voz desta entidade tenha afirmado que as necessidades financeiras para esta emergência em breve serão revisadas para cima.

Desses US$ 115 milhões, US$ 43,7 milhões já foram entregues, enquanto o restante ainda são promessas.

A ONU lançou na última sexta um pedido de fundos de emergência da ordem de US$ 187 milhões para ajudar 1,5 milhão de desabrigados durante os próximos seis meses. EFE is/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG