Cruz Vermelha analisa situação da população depois de ofensiva em Gaza

Genebra, 22 dez (EFE).- A situação da população e das infraestruturas em Gaza segue tão ruim quanto depois da ofensiva militar israelense sobre o território palestino, há quase um ano, denunciou hoje o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

EFE |

O CICV afirmou que o bloqueio mantido por Israel sobre Gaza impediu sua reconstrução, para a qual a comunidade internacional prometeu doações de um total de US$ 4,5 bilhões "que não concretizaram-se".

"Não há sinal algum de que esses US$ 4,5 bilhões prometidos pelos países doadores em março tenham sido utilizados para ajudar a economia palestina e possibilitar a reconstrução", apontou o organismo humanitário a poucos dias de completar um ano desde a ofensiva.

Por isso, o CICV pediu novamente a Israel que levante as restrições ao movimento de pessoas e bens, após lembrar que o direito humanitário internacional obriga que o país assegure as condições de vida mais normais possíveis à população civil palestina, por encontrar-se em um território sob sua ocupação.

No entanto, acrescentou o CICV, inúmeras famílias que tiveram seus lares destruídos totalmente ou parcialmente durante a ofensiva militar seguem vivendo em casa de conhecidos, em apartamentos alugados ou acampados desde então.

Além disso, o CICV denunciou a falta de remédios básicos e a degradação das infraestruturas de água e saneamento. EFE is/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG