Cruz Vermelha alerta para grave situação humanitária na Ossétia e na Geórgia

A situação humanitária na Ossétia do Sul e na Geórgia é muito grave, informou nesta segunda-feira o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) que está se preparando para enviar de avião 15 toneladas de medicamentos e material médico a estes lugares.

AFP |

"O CICV recebeu informações sobre o aumento do número de mortes entre civis, a violência está se propagando para além da Ossétia", indicou a organização em um comunicado.

"A situação humanitária continua sendo muito grave", declarou Dominique Liengme, chefe da delegação do CICR na Geórgia.

"Uma equipe do CICR encarregada de avaliar a situação, que tentou chegar à cidade georgiana de Gori, confirmou a fuga de muitas pessoas. Também recebemos informações sobre importantes deslocamentos da população em toda a região", acrescentou Liengme.

"Por enquanto, o CICR não pôde ir até a Ossétia do Sul", indicou, dizendo que se trata de uma "prioridade" para a organização humanitária.

"Os combates foram muito intensos para que possamos chegar ao local e distribuir ajuda e, por isso, continuamos pedindo um acesso seguro a todas as zonas afetadas pelo conflito", declarou Liengme.

O CICR está tentando também ter acesso às pessoas detidas neste conflito, entre elas dois pilotos russos feridos e capturados pelos georgianos.

A organização indicou igualmente que quer repatriar o corpo de um piloto russo morto nos combates.

Leia também:

Leia mais sobre Geórgia

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG